ESG corresponde às práticas ambientais, sociais e de governança de uma organização e possui três pilares: 

Environmental ou Ambiental: refere-se às práticas corporativas voltadas ao meio ambiente, por exemplo, debate sobre aquecimento global, diminuição da emissão de carbono, poluição do ar e da água, desmatamento, gestão de resíduos, entre outros.  

Social:está relacionado à responsabilidade social e ao impacto da empresa em prol da comunidade como respeito aos direitos humanos e às leis trabalhistas, diversidade da equipe, segurança no trabalho, proteção de dados e privacidade, envolvimento com a comunidade, investimento social privado, entre outros.  

Governance ou Governança:está ligado às políticas de administração da empresa como a conduta corporativa, composição do conselho, práticas anticorrupção, existência de um canal de denúncias, auditorias, entre outros. 

Alguns selos, nacionais e internacionais, foram criados para identificar as empresas que aplicam nestes fundamentos. Veja os 10 principais selos oficiais, de acordo com o Idec:  

10 Principais Selos Oficiais

 

Selo 100% (FSC): 100% da matéria-prima é de florestas bem-geridas.

 

Selo Reciclado (FSC): matéria-prima reciclada com garantia de floresta certificada.

 

Selo Misto (FSC): Pelo menos 70% da matéria-prima vem de florestas certificadas e 30% de madeira com origem controlada.

 

Selo de Produto (FSC): madeira vinda de florestas certificadas.

 

100% Comunitário (FSC): Selo social –a matéria-prima vem de pequenos produtores comunidades.

 

Selo Procel de Economia de Energia: Criado pelo Ministério de Minase Energia em 1993, tem como objetivo incentivar a fabricação eletroeletrônicos que sejam mais eficientes, e logo economizem mais energia.

 

Selo IBD Orgânico: atende as normas do Mercado Comum Europeu, do Mercado Norte Americano, e aos setores da agricultura, pecuária, fibras, aquicultura, processamento, insumos, extrativismo, cosméticos, vinhos e produtos de limpeza.

 

Rótulo Ecológico (ABNT): atesta que os produtos tiveram baixo impacto ambiental no ar, água, solo e na saúde ao longo do seu ciclo de vida.

 

CCF Rabbit (Choose Cruelty-Free): atesta empresas que não testam seus produtos e serviços em animais. A ONG responsável pela certificação é australiana.

 

Rainforest Alliance Certified (Imaflora): indica que uma fazenda, floresta ou negócio turístico atende os padrões de sustentabilidade ambiental, social e econômico estabelecidos.

 

O Compliance é uma ferramenta da Governança Corporativa, logo, está localizado no último pilar. No próximo post falaremos mais sobre Governança Corporativa e mais adiante, falaremos sobre o Selo Empresa Pró-Ética, concedido pela Controladoria-Geral da União, e que visa fomentar a adoção voluntária de medidas de integridade pelas empresas. 

 

https://www.fadc.org.br/noticias/entenda-o-conceito-ESG 

https://idec.org.br/greenwashing/desvende-os-selos